segunda-feira, 28 de maio de 2012

“Sorri, sorri e sorri. Sorri pros fortes, pros fracos, pros mendigos, pros ricos, pros afortunados de beleza, pros cachorros, pros mais sorridentes. Lembra de quando você era criança? Sem preocupações, caia, chorava, mas logo depois estava brincando com a mesma coisa que a fez chorar, sorrindo. Tenta ser criança outra vez. Sorri não só pra’quilo que te faz feliz, sorri pra’quilo que entristece na raiz da alma. Sorri, pois isso afasta coisas ruins da alma, afasta pesos sobrecarregados e tristes do coração. Sorri todas as vezes que a tristeza tentar chegar, sorri pras profundezas do mar. Sorri pras flores, pros beija-flores, pros bem-te-vis até pra flor de liz que foi tampada pela sobra mais obscura. Sorri, mas não só com a face, sorri com o coração. Vamos, sei que você consegue. Quero te ver sorrindo pros quatros cantos do teu mundo. Chega de cansar da tristeza, tenta ser feliz. Tentar, coloca essa palavra no seu vocabulário, mais que isso, coloca ela na tua alma.”   - Eloisa Neubaner