quarta-feira, 30 de maio de 2012

Algumas frases: Caio Augusto Leite!

- Apesar dos ventos não serem favoráveis, eu coloco meu barquinho no mar. Eu coloco e vou seguindo, vencendo ondas, vencendo rochedos, vencendo abismos. Vou com meu barquinho pelas tempestades e sei que encontrarei um porto sereno com seu sorriso na praia a me esperar.

- A minha verdade é triste, os meus medos são reais, minhas saudades doem. Tudo é difícil quando o amor se faz ausente.

- Eu sou daquelas pessoas inseguras que volta pra ver se fechou a torneira, se a porta está trancada, se o fogão está desligado. Eu sempre fui assim, sempre precisei reafirmar minhas certezas - então não me culpe se eu ficar perguntando se você ainda gosta de mim umas dez vezes ao dia.

- Sentimento não se agradece, se retribui. Não sei amar de favor, só gosto de quem se faz gostável.

- Eu sou assim mesmo, uma mistura de milagre com desastre. Amando tudo que posso, sendo amado por nada que quero. Vivendo de esperas, esperando a vida me dar o sorriso que mereço.

- De repente umas poucas palavras com a pessoa certa e o nosso mau-humor vai embora! Sorrisos brotam bobamente…

- Fazer de conta que nada aconteceu? Isso não é comigo, me feriu, me magoou, me quebrou por dentro. Não vou esquecer, amor não pode ser construído na base do esquecimento de erros absurdos.

- Passei da fase da saudade, agora é só indiferença.

- Acorda, toma um café, penteia esse cabelo e saiba que você não precisa de mais ninguém para ser feliz. O mundo é seu.

- As possibilidades são mínimas, mas as esperanças são infinitas.

- Minhas partidas nunca são pra valer. Vou até ali e volto. A grande verdade é que não consigo ir. Partir de você, seria como partir de mim.

- Depressão pós-nada: Nada te aconteceu, mas você fica deprimido mesmo assim.

- A gente só é percebido quando falha. Quando acertamos, só fizemos nossa obrigação.

- Não pode ou não quer? Não consegue, ou nunca tentou? Não sabe, ou finge não saber? Não ama, ou só tem medo? O que você tanto esconde?

- Que a felicidade vire rotina!

- Esse mundo é muito perigoso e sem você do lado ele fica pior ainda.

- A verdade é que a gente consegue existir um sem o outro. Você não depende de mim e eu não dependo de você, mas ainda assim eu permaneço triste.

- De vez em quando me pego planejando futuros tão absurdos.

- Como que escreve “saudade”?  Com o coração.